FANDOM


A Clemência
A Clemência
Episódio de Oz
Título Original Works of Mercy
Número #28
Data Original 2 de agosto de 2000
Tema Clemência
Direção Adam Bernstein
Autor Tom Fontana
Elenco Elenco
Anterior A Carta dos Direitos
Próximo A Mente Criminosa

A Clemência (título original: "Works of Mercy") é o quarto episódio da primeira parte da quarta temporada de Oz e o vigésimo oitavo episódio no total.

SinopseEditar

Tobias Beecher se descontrola ao falar com o agente do FBI Pierce Taylor sobre o sequestro de seus filhos, sendo contido pelos guardas. Taylor interroga Vernon Schillinger, que nega qualquer envolvimento no crime. O ariano manda seu filho Hank, o sequestrador, enviar "o pacote". Beecher fala com o prisioneiro Eli Zabitz, que já havia sido condenado uma vez por sequestro, lhe prometendo dinheiro em troca de informações. Chris Keller retorna à Emerald City e consola Tobias, mas chora ao perceber que podia ter morrido e ido ao inferno. Beecher pede à Irmã Peter Marie que fale com Keller, mas ela se nega. Taylor chega a conclusão que Keller pode estar envolvido no sequestro de seus filhos. Um pacote com uma mão de criança para Beecher chega à Oz.

O detetive John Basil, disfarçado como "Desmond Mobay", deixa a solitária e retorna à City. Como mais um teste, ele serve de saco de pancadas para Chucky Pancamo. Dolorido, Basil aceita drogas do Poeta, dessa vez usando ao invés de jogá-las fora. Como teste final para conquistar a confiança dos líderes, Basil deve matar alguém. Ray Mukada avisa à Irmã Peter Marie que o cardeal Francis Abgott irá à Oz para conhecer o local graças a uma carta de Keller. O cardeal fala com a freira, dizendo que ele também já ficou em dúvida sobre sua vocação.

O valor do processo ganho pelos presos contra o Estado é de 45 milhões de dólares, mas, no entanto, o mesmo está apelando, decisão que pode demorar anos. Bob Rebadow diz à Kareem Said que ele não devia se envolver no julgamento de Jason Cramer, já que ele pode ser inocentado, mesmo sendo culpado. Cramer e Said recebem a visita do detetive que prendeu Jason, Robert Stransky. Doente terminal, Stransky confessa que plantou a arma do crime na casa de Cramer para incriminá-lo, mesmo sabendo que o mesmo era culpado. Said decide abandonar o caso. Cramer é inocentado e deixa Oz.

Martin Querns é contratado e se torna o novo diretor de Emerald City. Ele fala com Simon Adebisi, fazendo um acordo: se não houver violência, Querns deixará que o tráfico continue. Tim McManus fala com Leo Glynn, pedindo seu emprego de volta. No entanto, tem o pedido negado. No entanto, com a aposentadoria de Holt, McManus aceita o emprego de diretor da Unidade B. Para evitar a mídia negativa, James Devlin manda Glynn falar com Clayton Hughes para que ele pare de falar sobre Devlin.

Ryan O'Reily oferece à Nikolai Stanislofsky uma parceria para alugar o celular, mas o russo se nega. Cyril O'Reily, a mando do irmão, vasculha City em busca do celular, mas não o encontra. Gloria Nathan visita Glynn, pedindo seu emprego de volta. Ela confronta O'Reily, o acusando de ter armado o estupro. Ele confessa e é atacado pela médica. Irmã Pete conta ao irlandês que Gloria vai prestar queixas contra ele e que ela sabe que ele está mentindo. Ele confessa ao padre Mukada que não armou o estupro de Gloria.

Agamemnon Busmalis retorna à Emerald City e é ignorado por Rebadow, que lhe diz que não lhe contou sobre o túnel porque ele lhe atrasaria. Antes de sua execução, Shirley Bellinger responde ao padre Mukada sobre quem a engravidou, deixando subentendido que foi Schillinger. Ela também confessa que ela transava com o guarda Len Lopresti e é enforcada.

TriviaEditar

MortesEditar

  • Shirley Bellinger foi executada pelo Estado, sendo enforcada.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.