FANDOM


James Robson
James Robson
Temporada(s)
2 | 3 | 4.1 | 4.2 | 5 | 6
Primeira aparição
Última aparição
Apareceu em
Também conhecido como
Jim
Status
Vivo
Condenação

7 de novembro de 1997 por agressão e homicídio. Pena de prisão perpétua com direito a condicional em 25 anos
Morte
()
Família
Interpretado por


James "Jim" Robson (prisioneiro 97R492) é um personagem de Oz interpretado por R.E. Rodgers.

BiografiaEditar

Prisioneiro 97R492, James Robson. Condenado em 7 de novembro de 1997 por agressão e homicídio. Pena de prisão perpétua com direito a condicional em 25 anos.

Aos seis anos de idade, James era abusado física e sexualmente por seu pai Gerald. Anos depois, se casou com Liesel. Acabou sendo preso ao esfaquear um homem negro.

Segunda temporadaEditar

Ariano da Unidade B, Robson teve dois prisioneiros transferidos para sua cela após a Rebelião de Emerald City de 1997, Bob Rebadow e Tobias Beecher. Durante a noite, Robson obrigou Beecher a lhe fazer sexo oral. Beecher mordeu o pênis de Robson, arrancando um pedaço.

Terceira temporadaEditar

Robson retornou, agora como braço direito de Vernon Schillinger. No refeitório, Robson tentou estuprar Cyril O'Reily, apenas para ser atacado pelo irlandês. James se tornou o representante dos arianos no Torneio de Boxe, sendo derrotado na primeira rodada por Cyril ao ser dopado sem saber por Ryan O'Reily.

Quarta temporada - parte 1Editar

Eli Zabitz foi contratado por Schillinger para mentir a Tobias Beecher, culpando Chris Keller pelo sequestro de seus filhos. Quando Keller ameaçou Zabitz, o prisioneiro pediu proteção para Schillinger, que enviou Robson para matá-lo. Robson e Keller encurralaram Zabitz em um depósito, mas ele acabou sofrendo um ataque cardíaco e morrendo.

Quarta temporada - parte 2Editar

Robson foi um dos presos a aceitar tornar-se uma cobaia do remédio de envelhecimento.

Depois de zombar de Kareem Said e Leroy Tidd com outros arianos, Robson acabou causando uma briga entre os dois grupos. Ele e Jaz Hoyt se aliaram a Tidd, armando um falso ataque contra Zahir Arif para que Tidd o defendesse, fosse aceito no grupo dos muçulmanos e matasse Said. Quando ficou claro que Tidd não o faria, Robson ofereceu ao novato Carl Jenkins uma vaga na Irmandade Ariana caso ele assassinasse Said. Após a Irmandade causar o suicídio de Jenkins, Robson não foi delatado e deixou a solitária

Robson e Hoyt também passaram a ameaçar o pastor Jeremiah Cloutier, que estava se aproximando de Schillinger e o fazendo "amolecer". Além disso, Robson recebeu dinheiro de Timmy Kirk para espancar Samuel Gougeon e impedir que católicos se convertessem aos evangélicos de Cloutier.

Durante uma visita, Robson esfaqueou o irmão de Beecher, Angus. Após Beecher ter sua condicional negada, Robson e Schillinger tentaram atacá-lo na biblioteca, mas acabaram esfaqueados por Said.

Quinta temporadaEditar

Recuperado do esfaqueamento, Robson usou seu emprego como entregador de correspondência para entregar uma caixa de fezes para Said, o que ocasionou um novo ataque. Ao saber da participação dos italianos na morte de seu filho Hank, Schillinger organizou um ataque contra o grupo no ginásio. Durante a briga, Robson esfaqueou Chucky Pancamo. Quando Peter Schibetta tentou um confronto, Robson, Schillinger e outro ariano o estupraram.

Robson continuou seu ataque aos muçulmanos, torturando e matando Ahmad Lalar com outro ariano e causando conflito entre Said e Omar White.

Com dores na gengiva, Robson foi ao dentista, o paquistanês Tariq Faraj, que lhe recomendou cirurgia: ele pode escolher entre retirar tecido do céu da boca e implantá-lo na gengiva ou fazer o mesmo, mas com a gengiva de um cadáver. Racista, Robson zombou da etnia de Faraj e escolheu um implante de cadáver. Durante a cirurgia, o dentista lhe disse que ele poderia estar recebendo as gengivas de um judeu, latino, gay ou negro. Faraj pagou ao Poeta para que espalhasse a notícia e garantiu a Robson que as gengivas eram um negro. Sem opção, Schillinger expulsou Robson da Irmandade.

Usando heroína como anestesia, Robson tentou arrancar a própria gengiva, sem sucesso.

Sexta temporadaEditar

Expulso da Irmandade e perseguido por Chucky Pancamo, Robson decidiu pedir proteção a Wolfgang Cutler, que lhe transformou em seu escravo sexual. Logo, Robson aceitou uma proposta de Pancamo para matar Cutler. Ele propôs a Cutler que praticasse asfixia autoerótica e mentiu à Irmã Peter Marie, dizendo que Cutler podia ser suicida. Durante a noite, Robson enforcou Cutler e se livrou dos italianos.

Com a morte de Cutler, Robson foi aceito de volta na Irmandade. Com as sessões de terapia com a Irmã Peter Marie, Robson confessou ter sido estuprado por seu pai e passou a participar de reuniões de prisioneiros abusados sexualmente. Em seguida, Robson descobriu ter contraído o vírus HIV e foi transferido para a Unidade F.

ApariçõesEditar

James Robson apareceu em 36 episódios de Oz.